Título

Por onde começo meus estudos ?

Se você vai fazer uma viagem e quer traçar uma rota no Google Maps para saber o caminho que deve percorrer e quanto tempo você irá demorar para chegar ao destino, deverá saber primeiro onde você está, certo? Sem saber exatamente em que ponto do caminho estamos, é bem difícil traçar um percurso.

É assim também na sua jornada da OAB. Para traçar um bom cronograma de estudos você precisa, antes de tudo, saber como você está. Ou seja, conhecer quais são as disciplinas que você tem mais facilidade e quais você tem mais dificuldade. E aqui já vai uma dica: nada de achismo!

Se você veio de uma reprovação, pegue sua última prova e analise: quais disciplinas tive mais de 50% de aproveitamento? Em quais tive menos?

Pra quem fará o Exame pela 1ª vez ou não fez a última prova, contar com um simulado é o ideal! Ele é o primeiro passo para qualquer pessoa que vai começar a estudar para a OAB.

Fazendo o seu simulado OAB você vai saber exatamente o número de disciplinas que precisará focar mais, conhecer quais são suas dificuldades e já ter uma previsão de como seria sua nota na OAB se você prestasse a prova hoje.

Considere como as disciplinas fortes aquelas em que você teve mais de 50% de aproveitamento. As fracas são aquelas com menos de 50% de aproveitamento 😉

Temos um artigo que te explica tudo sobre os simulados OAB e te ensina a aproveitar tudo o que esse recurso tem a oferecer. Nele você também consegue ver quando acontecem os nossos simulados gratuitos e te direciona para a nossa plataforma. Para acessá-lo, clique na imagem abaixo!

Outro ponto importante: não fique angustiado se você for mal nesse primeiro simulado. Lembre-se que você está fazendo esse diagnóstico antes de começar a estudar, então é mais que normal que o número de disciplinas com desempenho ruim seja grande. Não desanime!

Título do Modulo

CTA

Antes de tudo: crie um plano de estudos possível

A primeira coisa que você deve saber ao criar seu plano de estudos OAB é que ele deve ser possível e de acordo com a sua realidade. De nada adianta gastar tempo criando algo lindo no papel, mas não conseguir cumprir nem metade daquilo o que foi proposto.

Seu cronograma de estudos deve ser possível e você deve realizá-lo à risca. E não se iluda: só o cronograma não é suficiente para a aprovação.

Quem possui uma rotina agitada pode encarar a ideia de estudar para o exame como uma obrigação cansativa. Por isso, a tendência é adiar essa tarefa durante o maior tempo possível até acabar se sobrecarregando ao deixar tudo para a última hora.

Nessas horas, é importante ser persistente. Algumas técnicas de superação da procrastinação podem te ajudar a fixar uma rotina de estudos com disciplina, como criar recompensas a cada hora estudada e bloquear temporariamente as distrações que comprometam a sua produtividade (internet e celular, por exemplo).

Por que montar um cronograma personalizado de estudos

A primeira coisa que você precisa saber ao montar seu cronograma de estudos para a OAB  é que ele nunca, jamais, em hipótese alguma deve ser copiado de algum lugar ou baixado pronto. Ou seja, se te oferecerem um cronograma prontinho, foge: é cilada, Bino.

Isso porque cada pessoa possui suas próprias dificuldades e precisa focar em matérias diferentes. Por exemplo, você pode ser excelente em direito penal e um terror em constitucional. Ou seja, nos seus estudos, você precisa focar mais em constitucional do que penal.

Ao baixar um cronograma 100% pronto, você pode acabar não atacando aquilo o que você precisa e gastando seu precioso tempo de estudos com matérias que você não deveria se preocupar tanto.

Além disso, só você sabe quanto tempo pode se dedicar por dia e com qual antecedência precisa começar seus estudos.

Não ficou convencido? Para saber mais sobre a importância de um estudo para a OAB personalizado, clique aqui!