Vale a pena estudar por meio de provas antigas da OAB?

Provas Antigas da OAB

Vale a pena estudar por meio de provas antigas da OAB?

Há diversas maneiras de se preparar para um concurso (leitura de apostilas, cursos preparatórios, grupos de estudos e simulados, por exemplo). Se você está querendo entrar no mercado de trabalho na área jurídica, uma medida muito importante é fazer provas antigas da OAB.

A prática é bastante recomendada por professores de cursinho e tem como uma de suas principais características contribuir para o candidato assimilar o conteúdo com mais facilidade. E, com certeza, é muito válido utilizar qualquer recurso que ajude a guardar informações de maneira mais rápida e eficaz.

Neste post, vamos mostrar como fazer testes anteriores é uma ação essencial para garantir um excelente desempenho. Se você quer se destacar, não deixe de conferir as vantagens de utilizar este método.

Ficar mais familiarizado com o conteúdo

Esteja convicto de que ler um bom livro e uma apostila bem organizada são iniciativas vitais para o candidato ter uma preparação de alto nível. Contudo, especialistas indicam que fazer provas anteriores também permite uma maior afinidade com o conteúdo a ser cobrado.

Entenda o porquê dessa ação funcionar, lendo, atentamente, as justificativas abaixo:

» maior conhecimento dos tópicos abordados das matérias que fazem parte do programa da prova;

» menor risco de cair nas famosas pegadinhas que derrubam muitos candidatos;

» ter um estudo mais orientado no que deverá ser cobrado no exame;

» mais confiança na hora de fazer o teste — lembre-se de que, o fator emocional, inegavelmente, influi bastante na performance.

Estar mais atento ao estilo da banca examinadora

Não é fácil compreender e memorizar um grande volume de informações. Por isso, conhecer o estilo da banca examinadora é um diferencial muito importante.

Ao estar mais familiarizado com a forma de a banca apresentar as questões, o candidato estará mais atento e menos sujeito a erros.

É muito comum as organizadoras apresentarem alternativas como todos os itens estão corretos ou todos os itens estão errados. Nesse caso, aquele que conhece a maneira de como esse tipo de questão é trabalhada terá uma maior possibilidade de acerto.

Para ter um desempenho acima da média no exame, a recomendação é fazer, no mínimo, três provas anteriores da banca.

Controlar o tempo

O tempo, sem dúvida, é o inimigo de qualquer pessoa. Caso não queira perder a calma e pontos precisos, é melhor administrá-lo com bastante precisão.

Muitos professores indicam que o ideal é fazer as questões de múltipla escolha em três minutos. Nas discursivas, o candidato pode gastar até 15 minutos.

Para verificar se você está em condições de fazer o teste no tempo previsto, nada melhor do que fazer uma simulação. O recomendado é utilizar uma prova antiga da banca e adotar as mesmas condições estipuladas no edital, como usar caneta para fazer o rascunho e o texto final das questões discursivas.

Saber o que pode ser aperfeiçoado

É bastante positivo resolver exercícios e ter uma dimensão do desempenho. Isso porque facilita detectar as matérias em que apresenta maior dificuldade. Assim, o candidato pode ter uma preparação mais dedicada às disciplinas em que o conteúdo precisa ser mais bem assimilado.

Uma maneira interessante de compreender o erro num exercício é optar por livros e apostilas com exercícios comentados. O recurso também pode ser obtido por meio de preparatórios online, que disponibilizam respostas comentadas de questões cobradas em processos seletivos realizados recentemente.

Com certeza, o candidato que adotar esse procedimento terá mais condições de obter um excelente resultado.

Fazer provas antigas da OAB ajuda a fazer bons resumos

Nas vésperas do exame, é muito complicado ler todo o conteúdo a ser cobrado. Para evitar o “apagão” e se sentir mais seguro, é interessante fazer um resumo com os principais tópicos de cada disciplina.

De que maneira isso pode ser feito?

Nas questões que julgar interessante, o ideal é anotar o conteúdo mais relevante. A medida contribui bastante para a memorização e dar a sensação de tranquilidade.

Se você está com dúvida num determinado item, nada melhor do que ler um resumo para assimilar a informação devidamente e fazer uma prova perfeita.

Articular as ideias numa questão discursiva

Nem todos nasceram com o talento de escrever de maneira concisa e clara. O candidato pode ter muito conhecimento sobre um tema, mas possuir grande dificuldade de apresentar as ideias com exatidão.

Para não sofrer com esse problema, é essencial treinar bastante. Faça algumas questões discursivas que já foram cobradas em outros exames da OAB. Preferencialmente, resolva testes da mesma banca da prova.

Caso seja possível, mostre a resolução para um professor ou um colega que fará o exame. Ouvir uma opinião com humildade ajuda a melhorar o texto e a reduzir as chances de erro.

Montar uma estratégia para fazer o teste

Ter um conhecimento amplo da matéria e compreender o estilo da banca examinadora são vantagens importantes para qualquer candidato.

Também é muito importante ter uma estratégia de prova para obter um desempenho acima da média. Ao fazer questões de provas antigas da OAB, fica mais fácil escolher a melhor forma de fazer o teste.

Muitos optam por começar resolvendo as questões das disciplinas que possuem mais familiaridade. Outros preferem iniciar o teste pelas que têm um peso maior na seleção.

Com um plano de prova bem elaborado, a confiança e as possibilidades de aprovação aumentam consideravelmente.

Aliar prática com teoria

Ninguém duvida de que fazer exercícios é uma maneira ótima para assimilar o conteúdo e fazer uma revisão de forma mais rápida. Porém, a matéria para ser bem assimilada precisa ser devidamente compreendida.

Por isso, é válido investir em livros especializados e em cursos preparatórios. Ambos oferecem informações valiosas para o candidato estar mais familiarizado com o que será cobrado na prova.

Aliar a teoria com a prática é bastante viável, principalmente, fazendo provas antigas da OAB e analisando tópicos relevantes de obras do segmento jurídico. Uma leitura atenta é muito importante para compreender o conteúdo e resolver as questões com mais tranquilidade.

No Saraiva Aprova, temos diversas provas antigas da OAB, além de videoaulas, simulados e materiais complementares, para garantir sua aprovação! Se ainda não conhece, confira aqui.

Se você tem dúvidas ou sugestões sobre como estudar para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil, deixe o seu comentário.

A sua opinião é muito importante para nós!

Curso para primeira fase OAB
Avatar

Autor:

1 comentário em “Vale a pena estudar por meio de provas antigas da OAB?”

  1. Comentários como estes, são muitos valiosos. Fui vítima de questões lógicas a resposta certa, mas, não acreditei e decidir por outra opção, resultado é que perdi 6 pontos. Parabéns pelas dicas Saraiva Aprova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *