Aprenda a controlar o nervosismo antes e durante a prova da OAB

A preocupação em obter um bom resultado no Exame da OAB, somada à grande quantidade de disciplinas para estudar e à aproximação da prova a cada dia, são fatores que representam um obstáculo à capacidade do candidato controlar o nervosismo — o que pode destruir com vários meses de preparação. No entanto, se os sinais de que as coisas não estão bem são observados, é possível eliminar os entraves psicológicos.

Pensando nisso, elaboramos um post para que você descubra como agir para controlar o nervosismo antes e durante a prova. Ficou curioso? Siga a leitura e confira!

Quais os principais sinais do nervosismo?

O nervosismo é uma sensação bastante comum quando as pessoas são submetidas a alguma situação que lhes cause desconforto, tal como a necessidade de provar seu conhecimento no Exame da OAB. E embora esse incômodo possa ser notado por meio de sintomas bem conhecidos, existem aproximadamente 30 indícios de que algo não vai muito bem. Dentre as principais manifestações do nervosismo, podemos citar:

  • boca seca;
  • respiração ofegante;
  • tontura;
  • taquicardia;
  • dor ou acidez no estômago;
  • vontade de roer unhas;
  • tremores nos joelhos; entre outras.

Contudo, a dificuldade muitas vezes não está no fato de tomar as atitudes corretas para controlar o nervosismo, mas justamente na falta de autoconhecimento. Ou seja, em vários casos o indivíduo não é capaz de notar que algo diferente está acontecendo com o seu estado psicológico.

Se esse é o caso, procure observar as sensações que acontecem com o seu corpo e analisar as possíveis justificativas para certa reação, a fim de que a solução mais eficaz seja adotada.

O que deve ser feito para controlar o nervosismo?

Prepare-se com antecedência

O primeiro elemento-chave para diminuir a tensão de uma prova é não deixar os estudos para a última hora. Por mais competente que você seja ou consiga fixar os ensinamentos da sala de aula, estabelecer um cronograma e manter a disciplina até os dias que antecedem a prova é fundamental para que:

  • o acúmulo de matérias não provoque estado de nervosismo;
  • apareça o estresse por não saber resolver alguma questão, em virtude da falta de estudo.

Nesse contexto, a preparação não inclui apenas estudar todas as matérias previstas no edital, mas também controlar o tempo de prova, ou seja, conseguir resolver todas as questões dentro do prazo estabelecido.

Outro aspecto de extrema importância é o planejamento da forma como você irá se deslocar até o local de prova — considere os imprevistos que podem ocorrer no trânsito e procure chegar com, pelo menos, 30 minutos de antecedência. No mais, a dica é dar atenção aos cuidados com a saúde, alimentação, bem como ao seu descanso.

Identifique as causas

Sabemos que o nervosismo é um efeito natural para todas as pessoas que se submetem a qualquer prova. Porém, outras causas secundárias também são responsáveis por esse estado emocional. Quando identificadas, existe uma chance maior de eliminar esse problema de uma vez por todas.

Assim, tente compreender quais situações lhe trazem maior ansiedade ou nervosismo. Em seguida, faça de tudo para não deixá-las influenciar as atividades da sua vida. Isso ajuda a bloquear a negatividade e, consequentemente, auxilia na obtenção de melhores resultados.

Pratique exercícios físicos

A prática de atividade física é um hábito que beneficiará o candidato não somente pela diminuição do nível de stress, como também na resistência física para enfrentar horas de prova. Por esse motivo, é interessante reservar um tempo do seu dia para praticar exercícios, desde o começo da fase de preparação.

Logo, encontre alguma modalidade que lhe seja prazerosa e procure praticá-la ao menos 3 vezes por semana. Isso vai ajudar a relaxar a mente, melhorar a atividade cerebral e garantir maior estabilidade emocional.

Busque controlar seus pensamentos

O problema do nervosismo acaba ganhando proporções muito maiores quando a pessoa não consegue controlar o estado psicológico. É natural que, durante o período de estudos, haja um pouco de ansiedade, devido à quantidade de matérias ou à aproximação do dia da prova. Entretanto, quando essas emoções acabam ultrapassando o seu domínio, pensamentos negativos começam a refletir no desempenho;

Dessa forma, independentemente dos dias difíceis que virão, o objetivo deve ser evitar a ideia de que não é capaz e deixar que isso se torne um grande obstáculo à aprovação no Exame da OAB. Procure manter os pensamentos e energias positivas.

Fique atento às técnicas de respiração

As técnicas de respiração consistem em uma forma simples e eficiente de controlar o nervosismo e evitar que ele tome conta do seu corpo e mente. O exercício da inspiração e expiração, de modo a utilizar toda a capacidade do diafragma, contribui para aumentar a oxigenação do cérebro, isto é, para que ele funcione melhor.

A dica, portanto, é respirar fundo por repetidas vezes, tentando se imaginar em um lugar que lhe traga paz — faça isso até retomar o estado de tranquilidade.

Afaste as distrações

Uma das principais consequências da ansiedade é o aumento das oportunidades de distração. Trata-se de um efeito que pode acontecer tanto no dia do exame, quando o candidato começa a se perder na resolução das questões, desviando o pensamento para todos os barulhos à sua volta.

Por outro lado, o candidato também está sujeito à mesma vulnerabilidade no período de estudos, fase na qual ele tem em mãos diversas ferramentas para desviar sua atenção. O conselho para não deixar que tais situações atrapalhem o seu desempenho é:

  • desligar a TV;
  • usar o computador e a internet somente para fins didáticos;
  • colocar o celular no silencioso; etc.

Reserve um tempo livre

Não há dúvidas de que a dedicação aos estudos é o principal passo para ser bem-sucedido na prova da OAB e processos seletivos em geral. Entretanto, até mesmo esse esforço deve ser dosado para haver um equilíbrio emocional e evitar que o nervosismo tome conta da sua rotina.

Assim sendo, procure estabelecer períodos de descanso durante a semana e momentos para se desligar totalmente dos conteúdos e da tensão que envolve o Exame. Vá ao cinema, encontre os amigos, leia um livro, enfim, procure atividades relaxantes.

Controlar o nervosismo em meio a tantas dificuldades que envolvem o Exame da Ordem não é uma tarefa simples. Contudo, ao adotar essas práticas recomendadas, você certamente conseguirá impedir que alguma instabilidade no seu corpo e mente atrapalhe o objetivo de ser aprovado.

Gostou das nossas dicas sobre como controlar o nervosismo antes e durante a prova da OAB? Então, para receber outros conteúdos relevantes diretamente no seu e-mail, assine agora mesmo a nossa newsletter!