É o fim da prova da OAB?

Com o Projeto de Lei 832, aumentam os rumores sobre fim do Exame de Ordem. Confira o que se sabe sobre o assunto, até o momento.

De tempos em tempos, os rumores sobre o fim da exigência do Exame da OAB reaparecem. É preciso ser cuidadoso para não cair em notícias falsas, que acabam aparecendo só para causar ansiedade e desinformar. O Saraiva Aprova está de olho e resumiu tudo que se sabe até o momento.

A volta dos que não foram

Desta vez, o que aumenta os comentários sobre o fim do Exame, é o Projeto de Lei 832/19, apresentado pelo deputado federal José Medeiros e que foi recebido no dia 14 de março pela CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania). O parlamentar se baseia em uma proposta anterior que foi arquivada, e propõe extinção da prova para ingresso na advocacia, justificando que o exame atrapalha os formados no exercício da atividade do advogado.

Por outro lado, a Ordem dos Advogados do Brasil argumenta que a medida poderia causar um enfraquecimento da advocacia, com uma multidão de profissionais da área ingressando num mercado de trabalho que já é bastante competitivo. O Brasil é um dos países com maior número de advogados atuantes. Só para se ter uma ideia, em novembro de 2016, foi atingida a marca de 1 milhão de advogados com registro profissional válido.

Enquete na Câmara

Em fevereiro deste ano (2019), foi lançada uma enquete promovida pela Câmara dos Deputados para saber a opinião dos cidadãos sobre o tema. Até a publicação deste texto, a maioria se opõe ao projeto (63%, com mais 13 mil votos para a opção “discordo totalmente”).

Fonte: Câmara dos Deputados

Próximos capítulos

A tramitação de um Projeto de Lei é longa, e sem garantias de que terminará com a lei valendo. Por isso, o momento é de serenidade e “pés no chão”.  Além disso, não é a primeira vez que uma proposta como essa entra em pauta e outras, com esse mesmo objetivo, acabaram arquivadas.

Portanto, o ideal é acompanhar o andamento da PL, sem tirar o foco do que está valendo hoje. Por enquanto, a dinâmica é a mesma e todo estudante de Direito ainda deve passar pelo exame para conseguir o aval para advogar.

* Com informações de: Câmara dos Deputados, Migalhas, Estado de Minas e Focus.jr

 

9 comentários em “É o fim da prova da OAB?”

  1. Gostaria de chamar atenção a um detalhe, a profissão de advogado, que é a guardiã das garantias individuais, é a única que é cerceada por um exame desse estilo. Ou se faz para todos, ou não se faz para ninguém.

  2. Esse Exame tem que acabar mesmo. Só no Direito precisa duma prova dessas e que em nada ajuda na prática. Se passar neste exame significasse aptidão para o exercício da profissão não teríamos maus profissionais, afinal quem passou manja do assunto né? FIM DO EXAME DE ORDEM!!!!!!

  3. Esta exigência pode ter 2 interpretações:
    1- As escolas de Direito deixam a desejar, pois seus formandos ainda precisam de passar na OAB para provar que aprenderam;
    2-Já que é o único curso(de acordo com a reportagem acima) que exige exame pós termino do curso superior, as outras profissões são mais fáceis, mais simples, tem menor qualidade…?

  4. No meu entendimento o exame devehdeveria ria permanecer, o estilo de avaliação deveria
    Ser modificado com uma só prova mista, com menos questões e uma avaliação oral pelas seccionais de origem do candidato com os aprovados, através de banca específica para cada disciplina escolhida pelo examinado .

  5. No meu ver o exame se tornou uma boa maneira de se ganhar rios de dinheiro, dentro da lei, a cada exame fito no Brasil, coloca-se por exemplo aqui no Pará, 3000 vagas e apenas 150 passam… tá na cara queo exame está sendo aplicado pelo fato de asegurar que não aja um inflam não no mercado de trabalho.. Pois seus clientes quem faz é você.. sou a favor da extinção sim… se você passa cinco anos estudando única e exclusivamente direito você não for capaz de exercer suas funções como tal.. aí você realmente escolheu a profissão errada.

  6. A OAB ganha muito dinheiro às custas dos Bacharéis que não conseguem aprovação. Prova cara, injusta, anuidade com um valor exorbitante. Se um médico sai da Universidade Médico, o Engenheiro também já pode exercer sua profissão porque o Bacharél em Direito precisa ser sabatinado. Sem contar a dificuldade de conseguir emprego! # AcabaexamedaOAB

  7. Já fui aprovado várias vezes na 1°fase….mas na 2° fase só são aprovados quem eles querem.

    Estamos pagando anuidade, mesmo sem poder advogar…ou seja… 3 exames por ano = R$780,00…. e sem poder trabalharmos. Aff…

    Espero ao menos alterar o modo de avaliação! Ou trocar de banca!

    1. Olá, Leonardo.

      Puxa, sentimos muito que você não tenha conseguido um resultado satisfatório na segunda fase ainda.

      Caso você vá fazer o próximo exame em Trabalho ou Penal, fica a dica da nossa Maratona gratuita que ocorre no dia 04/05. Sempre conseguimos ajudar muitas pessoas a conseguir conquistar a carteira! 🙂

      Não deixe de conferir informações sobre o nosso curso: https://saraivaaprova.com.br/2fase-oab

      Estamos torcendo por você.

      Um abraço!

  8. Na minha opinião,se não for possível acabar de uma vez com a prova,que ela seja expessifica pra área de atuação do advogado exemplo quem vai atuar em direito trabalhista que faça uma prova para este fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *