Comece pelo mais difícil: 5 lições para aplicar na preparação para OAB

estrategia-estudos-oab

“Comece pelo mais difícil” é o título do best seller (mais de dois milhões de livros vendidos) publicado pela Sextante e escrito por Brian Tracy, coach reconhecido, internacionalmente, pelos seus conhecimentos nas áreas de aprimoramento pessoal e profissional. O livro é estruturado em 21 lições dentro de cem páginas para aplicar na vida do leitor em todos os aspectos. É, portanto, objetivo e bastante prático, para ser consultado a qualquer hora.

Não que estas lições já não tenham sido publicadas por outros autores, mas o interessante foi a dinâmica e a didática do “Comece pelo mais difícil”. Como podemos implementar para preparação da OAB? Foi esta a minha curiosidade que levou a investir nesta pequena grande obra e a extrair 5 lições para o Exame de Ordem adaptadas do que Brian Tracy ensina. Não há ordem de importância, basta aproveitá-las no seu conjunto.

1- Defina seu propósito

Segundo Tracy, “antes de definir qual é a sua tarefa mais importante e começar a executá-la, você precisa decidir o que deseja conquistar em cada área de sua vida”. Quando atendo examinandos que já tentaram inúmeras vezes a serem aprovados, uma pergunta se torna essencial: para que você quer passar na OAB? Segundo os meus dados, quase 90% hesita em responder, ou seja, não há uma resposta imediata, de pronto.

Como se sabe, somos movidos por sonhos e desejos. Qual é o motivo para fazer a prova da OAB? Advogar? Fazer concurso? Satisfação pessoal? Ou fazer por fazer? A resposta “precisa” estar numa destas soluções. É fato que o direcionamento quando há dúvidas sobre o que responder, especialmente, para concursos, tem grande poder de mudanças. Para ilustrar, a moça que queria ser delegada. Para que a OAB, se o concurso não exige? Desistiu da OAB e foi aprovada no concurso em menos de um ano.

Definir o propósito é afinar a mira do seu alvo. Se você não sabe, continuará errando, porque ou o alvo se mexe constantemente ou a mira é desregulada, sem convicção.

2- Planeje cada dia

Ensina Tracy que “sua capacidade de pensar, planejar e tomar decisões é seu instrumento mais valioso para afastar a procrastinação e aumentar a produtividade. Estabelecer metas, elaborar planos e dar andamento a eles determina o curso de sua vida”. Organização e planejamento são essenciais para nossas vidas, inclusive, para estudar. Quantas disciplinas são na prova da OAB? São dezessete. Quantos dias são da semana? Sete. Vamos distribuir as disciplinas durante uma semana para manter atualizada a matéria a cada sete dias? Com certeza!

Este é o primeiro passo para qualquer execução: planejamento. Segundo o autor, cada minuto gasto com planejamento economiza ao menos 10 de execução. Assim, quer uma agenda produtiva para Exame da OAB? Saiba todos os dias, de forma antecipada até virar hábito, quais disciplinas você vai estudar e qual horário correspondente. Inclua na sua agenda também os momentos de obrigação (trabalho, estágio, etc.), de lazer, de encontro com a família, enfim, tenha a sua agenda sempre à mão, mesmo que seja virtual ou um aplicativo do celular.

3- Concentre-se nas áreas que geram resultados fundamentais

Aqui o autor afirma que o foco deve ser nas áreas de resultado-chave e que é importante definir quais são os seus pontos fortes e fracos. Pois bem, é destacar, então, as disciplinas com maior incidência temática na prova, por exemplo, Ética, e investir nela. Ter uma visão panorâmica destas disciplinas e ainda se auto-avaliar para saber onde é preciso reforçar os estudos. São posições fundamentais para o êxito no exame.

As disciplinas com mais questões, por exemplo, precisam estar no topo de prioridades (Constitucional, Civil, Processo Civil e Trabalho). Também disciplinas menores devem estar no seu alcance em razão da sua experiência profissional e do histórico da faculdade. Além disso, ECA e CDC, ambas com duas questões cada, são de grande valia para gabaritá-las. E não esqueça de reconhecer as suas fraquezas e tratá-las também com prioridade.

4- A tecnologia não comanda sua vida / você comanda a tecnologia

São duas lições unidas pelo mesmo propósito: domar a tecnologia, especialmente, a sua utilização. Como o próprio Tracy afirma, a tecnologia pode ser a sua melhor amiga ou pior inimiga.

A primeira ideia é clara: você não pode se tornar escravo do celular, por exemplo. Redes sociais ou whats e todos os avisos de alarmes, inclusive e-mail, interrompem qualquer leitura ou estudos. Portanto, é preciso deixar tudo “mudo” e no silencioso durante o momento de estudar. Segundo o autor, dois estudos apontam que num dia você acessará ou 46 vezes ou 85 vezes o seu celular!

O autor sugere uma desintoxicação digital um dia por semana para acalmar e dar lucidez à sua mente. Ademais, feche todos os programas do computador que podem tirar sua atenção ao que interessa. Assuma o controle do seu tempo! Predetermine quais os horários que serão acessados os e-mails, as redes sociais, enfim, você deve comandar a tecnologia e não ao contrário. 

5- Prepare-se minuciosamente

De acordo com Tracy, “umas das melhores maneiras de superar a procrastinação e fazer mais coisas em menos tempo é ter todo o material necessário à mão antes de começar o trabalho”. Com certeza, querer começar a estudar sem ter um vade mecum e um bom curso preparatório, realmente, não é um bom caminho.

O ambiente também precisa ser pensado para que o aprendizado seja, no mínimo, confortável, mas não muito para que não convide você a dormir.

Portanto, deve ser feito um checklist do que é necessário para iniciar a preparação, inclusive, uma agenda ou calendário para posicionar seus estudos e iniciar a contagem regressiva.

Por fim, mais uma lição de Brian Tracy: “uma forma de acelerar seu progresso e se tornar a pessoa produtiva e eficaz que você deseja ser é pensar sempre nas recompensas e nos benefícios de ser alguém focado, dinâmico e ativo”. Mentalize, diariamente, quando acorda e quando vai dormir a cerimônia de receber a carteira vermelha da OAB, pois tenho certeza que inspiração não irá faltar nos momentos difíceis de uma preparação!


Este artigo foi escrito por Marcelo Hugo da Rocha, professor e Coach do Saraiva Aprova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *