Como passar na OAB? 5 estratégias para garantir a aprovação na OAB em 2018

Como passar na OAB? 5 estratégias para garantir a aprovação na OAB em 2018

Estudar para a OAB não é uma tarefa fácil. A matéria é grande, são muitas disciplinas e é difícil encontrar o foco e não perder o ânimo.

Nós, do Saraiva Aprova, conversamos diariamente com bacharéis e estudantes de direito que estão na luta pela carteira da OAB e vemos os erros que vários deles cometem no momento da preparação. Além disso, conhecemos de perto as estratégias usadas por quem foi por um bom caminho e garantiu a aprovação.

Mas não queremos guardar esse conhecimento todo pra gente! Queremos compartilhar com você cinco estratégias infalíveis para dar aquele gás e otimizar a rotina de estudos.

Originalmente, esse conteúdo foi transmitido ao vivo para milhares de pessoas que se inscreveram em nosso webinário. Se você não estava no ao vivo (e perdeu várias surpresas!) não se preocupe, compilamos o conteúdo neste post.

Pronto para conhecer as 5 dicas infalíveis (e ter ainda uma dica bônus) para passar na OAB em 2018? Então leia até o final 🙂

Dica 1: Aposte em materiais de qualidade, atualizados e especializados em OAB

Em um primeiro momento, você pode achar essa dica boba ou até óbvia, mas vamos te explicar porque ela é fundamental!

Você sabe muito bem que temos constantes atualizações, melhorias e mudanças na legislação brasileira. É um processo contínuo. Recentemente, por exemplo, tivemos a reforma trabalhista.

Imagine se você baixa um guia qualquer na internet, faz download de uma apostila de questões ou resumos sem conferir a procedência e, depois de algum tempo, percebe que o conteúdo não estava atualizado? Quanto tempo de estudo você perdeu com algo que foi jogado fora?

Aposte suas fichas em quem tem nome no mercado. Confira sempre de onde aquele material está vindo. É de alguma empresa/pessoa que tem confiança e credibilidade para falar daquele tema?

Não fazemos aqui uma crítica aos materiais gratuitos. Nós, do Saraiva Aprova, temos vários materiais gratuitos para OAB para download e fazemos questão de disponibilizar um conteúdo de excelência para qualquer pessoa que baixar nossos materiais. Tem muita coisa boa por aí. Mas certifique-se de conhecer a qualidade de quem preparou aquele conteúdo e esteja sempre atento à data de publicação.

Nesta dicas temos também outro ponto de atenção: hoje existem no mercado autores, editoras e plataformas que conhecem o estilo de prova da  OAB, estão no mercado há anos e sabem qual a melhor forma de passar determinado conhecimento.

Deixe de lado apostilas ou cadernos mais generalistas, eles não fazem mais sentido para o que estamos enfrentando com a prova da OAB. Você precisa ter ao seu lado um material específico para a OAB. Para garantir a aprovação e otimizar seus estudos, você precisa de um material pensado para a sua realidade, que fale especificamente em OAB.

O OAB Esquematizado, do professor Pedro Lenza, por exemplo, é um livro de resumos e questões 100% voltado para OAB. Ele tem as dicas que você precisa enquanto oabeiro.

Para resumir de forma bem lúdica o que falamos até agora, aqui vai um exemplo: pense você vai para as Olimpíadas de Tokyo competir na equipe de vôlei. Quem você chamaria para te treinar: um técnico, um preparador físico de judô, ou um de vôlei?

Obviamente você escolherá o treinador de vôlei. Isso porque ele conseguirá te treinar de forma específica, ele conhece a sua realidade e sabe as regras do jogo. Então se prepare para OAB com um material específico para OAB 🙂


Leia mais: Quais são os melhores livros para estudar para a OAB?


Dica 2: Treine treine e treine

Acabamos de dar o exemplo do atleta de vôlei. Guarde ele na cabeça, porque vamos usar ele muito por aqui.

O atleta que quer ser ser campeão nas Olimpíadas treina. Isso é óbvio para todo mundo, certo?

Porém, ele não treina de qualquer jeito. Ele precisa saber no que ele é bom e no que é ruim e precisa melhorar. Por exemplo: ele assiste a um vídeo de um jogo anterior e analisa: quantos saques eu acertei e errei? Quantas cortadas foram boas? Quantas defesas eu perdi?

Levando para o universo da OAB, você precisa saber no que é bom e no que é ruim para conseguir melhorar. Para isso existem os simulados para OAB (que você pode fazer de forma gratuita clicando aqui).

Aqui um ponto de atenção: você não deve fazer um simulado como se fosse apenas mais um exercício. Você faz o simulado como se fosse o dia da prova: separa 5 horas na agenda, deixa os lanchinhos do lado da mesa, faz a prova com muita seriedade e não para por nada (ou seja, nada de fazer simulado com TV ligada, com celular do lado).

Isso porque você precisa conhecer como é a sua reação na hora do jogo. Aprender a controlar o tempo de prova, a manter a cabeça concentrada durante longos períodos.

Após o simulado, você faz uma análise crítica, disciplina por disciplina e agrupa as matérias em dois grupos: satisfatórias e insatisfatórias. No primeiro estão aquelas que, no mínimo, você fez 50% de acertos. O resto, na segunda.

Isso já é um começo para ter um panorama geral do contexto que você se encontra.

Com estas informações, você saberá onde investir mais tempo estudando.

Depois de saber no que você é bom e no que você não é, é hora de treinar muito!

Faça muitos exercícios, o máximo que você puder (lembrando da dica 1: confira se eles estão atualizados). E o mais importante: veja a resolução para descobrir onde exatamente você errou.

Dica 3: Siga um cronograma rigoroso de estudos

É muito difícil estudar, ter a disciplina, se comprometer, e focar. Por isso, colocar metas e ter um cronograma diário de estudos é essencial para atingir seus objetivos.

Mas fazer o seu cronograma também não é uma tarefa fácil, por isso, aqui vão algumas dicas (você também pode se aprofundar sobre esse tema em nosso canal no YouTube, clicando aqui):

1) Faça o cronograma baseado na análise de resultados do seu simulado

As disciplinas com resultados insatisfatórios (aquelas que tiveram menos de 50% de acerto) devem ser priorizadas. Mas há ainda um detalhe dentro deste grupo: há diferentes perspectivas. Provavelmente, haverá disciplinas que nenhuma questão foi acertada e outras, “quase” estariam em outro grupo. Assim, dentro deste grupo, ainda é possível fazer uma escala: as disciplinas urgentíssimas e as urgentes.

2) Quantas horas estudar por dia para OAB?

A primeira coisa é saber que quantidade não é qualidade. Se você não consegue estudar durante 3, 4, 5 horas, aproveite o tempo que você tem e estude bem. Nosso cérebro fica cansado, então longas maratonas sem intervalos, não são o indicado.
Mas não existe um horário específico e padrão para todo mundo. Porém, uma coisa é certa: estudar menos de uma hora por dia não é o ideal. Uma hora passa muito rápido e será difícil acompanhar todas as matérias.

Se você não tem tempo, tem uma rotina apertada, estude um pouco mais no ônibus, durante os horários de almoço. Assista á uma aula curta, leia algum resumo, responda poucas questões sempre que puder. 

3) Evite começar a estudar quando você já está exausto

Nada de estudar antes de dormir, ou após a janta (vai falar que não dá aquela lombeira?). Estude por 50 minutos, por exemplo, e beba uma água, vá ao banheiro, e volte. Grife essa parte: volte! Nada de comer um biscoito durante 50 minutos, ou ver só um pedaçinho da novela. É intervalo curto, 3 minutinhos.

4) Estude mais de uma disciplina por dia

 Na OAB temos 17 disciplinas. Se você estuda uma por dia, você demora 17 dias para voltar na disciplina que você estudou. Isso é ruim para a memorização.

Se você estuda 2 disciplinas por dia, você estudará 14 por semana. Perceba que faltam 3 para a conta fechar. O que aconselhamos é deixar ECA, Código do Consumidor e Ética para estudar com uma frequência menor, preferencialmente nas últimas semanas antes da prova. Isso porque são disciplinas com uma matéria muito curtinha, simples e repetitiva. Com pouco tempo você consegue ficar craque.


Leia mais: Kit gratuito para montar um planejamento eficaz


Dica 4: Construa um ambiente de estudos tranquilo

Todos nós temos uma rotina apertada. Alguns moram com os pais, têm filhos pequenos, dividem apartamento com os amigos. Por isso, é compreensível que encontrar um momento de paz para estudar não seja uma tarefa fácil.

Porém, estudar em um ambiente calmo, bem iluminado, fresco, em uma cadeira confortável e sem distrações faz total diferença.

Quanto mais confortável e concentrando você estiver, mais você rende e aprende. Por isso, avise ao pessoal em casa, escolha um horário onde o movimento é mais tranquilo e esqueça seu celular. Deixe dentro do armário, para não sofrer tentação!

Se na sua casa for impossível, vá até uma biblioteca pública, para a casa de um amigo ou para faculdade. O importante é estar em um ambiente tranquilo e sem interrupções.

Dica 5: Resuma tudo!

Aposto que seu Vade Mecum e seus livros de direito são todos grifados, cheio de post-its e marcações, certo?

Mas apenas marcar as partes mais importantes não é o suficiente. Você precisa verificar, para além de exercícios, se determinado conteúdo foi fixado na sua cabeça. Para isso, nada melhor do que os resumos e esquemas.

Aqui vai um ponto de atenção: você deve fazer os resumos após terminar as leituras e exercícios, e não durante. Isso porque o resumo serve justamente para ver o que você aprendeu. Se você o faz enquanto lê, você não está avaliando se aquele conteúdo foi gravado por você.


Leia mais: 5 resumos com temas importantes para a 1ª fase da OAB


Dica EXTRA: Fortaleça seu psicológico e confie em você

É muito triste este fato, mas infelizmente todos os dias vemos pessoas desesperançosas, que não confiam em si mesmas, desmotivadas e sem nenhuma perspectiva.

Não seja essa pessoa. Você é inteligente, capaz e merecedor da carteira da OAB. Aja como tal! Nada de reclamar pelos cantos, inventar desculpas e murmurar.

Não existe competidor na OAB. Ninguém é melhor que você. Você não compete com ninguém. A aprovação na OAB Só depende de você. Do seu foco, da sua dedicação. Não existe milagre.  Você tem que acreditar que merece a carteirinha e que vai consegui-la.

O professor e coach do Saraiva Aprova, Marcelo Hugo, lançou um livro espetacular chamado O Poder da Aprovação. Nele o professor fala sobre os 4 momentos da preparação para OAB e como aliar pedagogia à psicologia e garantir a aprovação! Super recomendamos a leitura.

Esperamos que você tenha gostado das dicas e, principalmente, que você siga esses passos. Temos a certeza que a aprovação é certa: basta confiar em você mesmo e focar nos estudos.


Aprofunde sua leitura: As 18 estratégias infalíveis de estudos para a OAB.


E aí? Gostou de alguma dica? Já coloca alguma delas em prática?

Deixe a gente saber nos comentários 🙂

Avatar

Autor: Daniela Greco

8 comentários em “Como passar na OAB? 5 estratégias para garantir a aprovação na OAB em 2018”

  1. Muito interessante as dicas, espero poder extraí-las o máximo possível. A cada dia se torna mais difícil a aprovação na OAB, e esse tipo de material que possibilita enxergarmos algo além dos estudos com a ajuda de profissionais, penso ser de extrema importância para quem deseja alcançar o sucesso que é a aprovação. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *